#BlogDoEduardoAzev: Sete dicas indispensáveis para não cair em virais do WhatsApp

whats
Imagem: Reprodução/Web

Por: @eduardoazev

Após os atentados ocorridos em Palmas muitas notícias falsas circularam pelas redes sociais. O WhatsApp, pela sua plataforma que facilita o compartilhamento de informações é um dos mais “perigosos” quando o assunto é divulgação de informações. Claro que sempre há notícias verdadeiras, mas em situações como a de Palmas, com greve da Polícia Civil, possíveis atuações do Comando Vermelho (CV) e atos criminosos é preciso saber diferenciar o que é informação verdadeira daquelas que são falsas.

Para auxiliar o leitor nesse sentido o Blog do @eduardoazev fez uma pequena lista com setes dicas para você não cair em uma “notícia falsa” compartilhada nos seus grupos de WhatsApp.

1 – Desconfie de qualquer notícia. Com a facilidade de divulgar informações, pessoas com intenções ruins podem se aproveitar de um “momento de fragilidade ” para repercutir negativamente algo que seja do seu interesse.

Uhmm sério?

2 – Observar quesitos importantes e indispensáveis para uma matéria jornalística como: dia, hora, local e quando aconteceu. Normalmente virais só trazem informações soltas sem destacar nenhum desses pontos.

No jornalismo chamamos de “lead”

3 – Pesquisar! Gente a internet também facilita a nossa vida. E muuuito! Quando não sabemos a escrita correta de uma palavra, por exemplo, o que fazemos? Vamos no Google! Então, qual a dificuldade de fazer isso com uma notícia?

google
Se tem gente que pesquisa isso ai em cima, porque você não pode pesquisar uma notícia? rs

4 – Caso encontre algo na internet confirme a credibilidade das fontes. Pessoas especializadas, Assessorias de Órgãos do Governo, Assessorias da Polícia e de Políticos por exemplo podem ser consideradas confiáveis.

Quando o assunto é informação as assessorias também né Snoopy?

5 – Procure a informação em sites confiáveis. Aqui no Tocantins temos muitos veículos que têm credibilidade quando o quesito é informação. Quando você ler algo assustador ou fora do comum corra nesses veículos e veja se há algo. Se realmente for verdade é quase 100% de chance da notícia já estar lá.

image
Procure informações em veículos de credibilidade

6 – Outra dica muito valiosa é se questionar: “Porque essa pessoa está repassando essa informação?”. É bom saber onde a pessoa trabalha (ou pra quem) sempre. Na grande maioria das vezes – assim como quase tudo na vida – há interesses por trás dos compartilhamentos.

Porque essa pessoa está repassando essa informação?

7 – Depois de ver todos esses pontos tenha sempre consciência da importância de um compartilhamento. Informação errada pode prejudicar muuuuuuuuito.

Sabe quem está pronto para ler só notícias verdadeiras?

A jornalista e Chefe de Redação da CBN/Tocantins, Rafaela Lobato, também destaca a importância de confirmar a veracidade das informações que são compartilhadas nas redes sociais. De acordo com ela é necessário consultar fontes e não acreditar de cara em tudo o que está escrito “principalmente se veio via WhatsApp”.

“É importante ver se tem algum veículo de comunicação dando aquela informação ou alguma fonte oficial, que é basicamente o que jornalistas fazem. Agora todo mundo se acha jornalistas no poder de divulgação, mas poucos pensam no poder de apuração da notícia”, completou.

Pessoal tá ai a nossa contribuição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s