SUPERAÇÃO: Ela se formou com um ano de antecedência, fez mestrado e voltou à universidade como professora de seus colegas de turma: conheça a história de Railene, economista graduada pela UFT

Por: @eduardoazev

A economista Railene Veloso, graduada e mestre pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), conseguiu nos últimos anos mostrar a força da mulher brasileira, quebrar preconceitos, superar as dificuldades financeiras e dar um exemplo digno de superação.

De família humilde residente na cidade de Açailândia, no Maranhão, ela partiu para o Tocantins em 2008 para estudar Ciências Econômicas. O curso, como bem sabe os professores e acadêmicos, é um dos mais difíceis da UFT, com alto índice de evasão.

A graduação, que antigamente tinha duração de cinco anos, foi conquistada por Railene em quatro, quando ela tinha apenas 22 anos de idade. Dois anos depois a economista já alcançava o título de mestre em Desenvolvimento Regional.

Posteriormente, após passar em um concurso público para professora substituta da UFT, Railene retornou ao curso de Ciências Econômicas como docente, chegando a dar aula para muitos colegas que estudaram com ela na graduação.

“O tempo que não estive trabalhando, aproveitei para adiantar matérias. Meu curso era noturno então comecei a puxar disciplinas e criei uma rotina de estudos. Quando comecei a trabalhar foi um pouco mais complicado pra conciliar sabe, mas a faculdade era minha prioridade. Vim para o Estado por conta dela e não foi fácil por uma série de questões, mas no final deu tudo certo. No segundo ano de curso eu já tinha um semestre e pouco adiantado e ao término do sétimo só me restava uma monografia pra fazer”, explica.

railene 2
Railene já foi professora de seus colegas de turma – Imagem: Arquivo Pessoal

Antes mesmo de vir para o Tocantins, Railene já sabia que sua vida no Estado não seria fácil, devido às condições financeiras de sua família. “A priori meu pai teve que se rebolar pra me manter aqui, pois a condição financeira lá em casa sempre foi pequena. No primeiro ano eu dividi kitnet com mais dois amigos de Açailândia, para rachar as contas e para a gente se apoiar na solidão. No segundo semestre de 2008 eu ganhei uma bolsa institucional, que deu pra livrar o meu pai das despesas comigo, porque ele já estava com a corda no pescoço, quase me mandando pro Gugu no De Volta Pra Minha Terra”, brinca.

Já no final de 2008 a situação começou a mudar para Railene, que foi chamada em um concurso para nível médio na Unitins. “Aí foi uma maravilha, porque tive suporte pra me virar aqui sozinha”, completou.

PROFESSORA DOS COLEGAS

Entre os momentos de dificuldades enfrentados pela Economista, ela achou importante destacar o período em que retornou para UFT para lecionar até mesmo para alguns dos seus colegas de turma. Segundo Railene, este foi um dos maiores desafios como profissional.

“Eu tinha que dar aula pra um curso de graduação de onde sai. Tinha uma série de amigos que ainda estava no curso e eu tive que trabalhar isso muito bem, tanto neles como em mim, para a gente não misturar as coisas, separar a condição de amigo da minha figura de professora ali na sala de aula, para não afetar nenhum dos dois lados”, afirmou.

Mesmo com esse medo, Railene disse que a experiência foi muito gratificante. “Graças a Deus deu muito certo, e soubemos dividir as duas coisas”, relatou.

“O ORGULHO DA FAMÍLIA”

Em entrevista ao Blog do Eduardo Azevedo, o auxiliar de serviços gerais e pai de Railene, José da Costa Veloso, falou sobre algumas das dificuldades enfrentadas e se emocionou ao comentar sobre as conquistas da filha.

“Desde criancinha eu ficava me perguntando, e eu nunca falei isso pra ela, será que Deus vai me permitir de ver essa menina criada? É difícil sair de uma família humilde, ir para outra cidade, se graduar, conseguir ser mestre, mas a Railene sempre foi organizada, sempre insistiu dia após dia. Tudo que ela imaginou um dia fazer ela conseguiu. Sempre procurou alcançar os seus objetivos. É o meu orgulho”, disse emocionado.

pai railene
Seu José: “Railene é o orgulho da família” – Imagem: Arquivo Pessoal

Seu José também relatou que muitas pessoas em sua cidade apoiaram sua atitude de investir na educação da sua filha. Entretanto, outras também criticaram a sua decisão. “Quando a Railene veio pra Palmas, muitas pessoas me procuravam com mensagens de apoio, outros achavam até que eu estava maluco. Teve um momento em que eu mesmo achei que não era correto, mas agora eu vejo como valeu a pena. Com fé em Deus as coisas sempre acontecem” completou.

SONHOS

E quem pensa que Railene parou por ai está muito enganado.  Ela disse à reportagem que ainda não se sente completamente realizada e que seu próximo passo é entrar em um doutorado.

“Mas assim, quando eu vejo tudo que já passou, que eu conquistei, acho que a Railene criança teria orgulho da mulher que me tornei, das conquistas que realizei, porque até aqui foi difícil, não só financeiramente, mas trabalhar o psicológico e o emocional diante de tantos obstáculos. Foram muitos ‘nãos’ recebidos e muitas lágrimas que rolaram. Eu acho que por mais que eu reclame, tenha vontade de desistir em muitos momentos, eu sempre tive inspirações muito grandes sabe? Tipo, minha família acredita muito em mim meus amigos também, meus mestres da graduação e mestrado… Então quando eu penso em desistir por mim, aí eu lembro deles e vou a luta”, disse.

No final da entrevista, ao ser informada sobre a emoção de seu José em falar sobre suas conquistas, a economista comentou a reação do pai. “Ele sempre quis uma filha bacharel e corre perigo de daqui alguns anos ter uma filha doutora, aí ele sonha com isso”, finaliza.

Anúncios

8 comentários em “SUPERAÇÃO: Ela se formou com um ano de antecedência, fez mestrado e voltou à universidade como professora de seus colegas de turma: conheça a história de Railene, economista graduada pela UFT

  1. Eu acompanhei de perto tudo isso, conheço a Railene e sua familia há 20 anos e sei o quanto ela é determinada e perserverante. Isso que ela vivencia hoje são os resultados de cada obstáculo vencido! A Railene é sem dúvidas, uma das poucas pessoas em que eu me espelho. É merecedora disso e de muito mais.

  2. Parabéns Railene conheci vc em Açailândia e sei da sua vida
    estou muito feliz por tudo que vem acontecendo em sua vida.
    Que jesus possa sempre esta com você pra você crescer maia e mais…

  3. Nossa que orgulho de você Railene. A Conheci na infância, prima da minha amiga Andressa Serejo 🙂
    Deus abençoe, você merece todo sucesso do mundo pela simplicidade é humildade!

  4. Parabéns Railene. Tenho o prazer de conhece-la e confirmar a história. Uma mulher inteligente e dedicada, só podia dar nisso. Espero que chegue ao doutorado. Aí fica completo.

  5. Uollllll!

    Ei, Senhorita, tu é Showww, hein!? Meus parabéns! Há tempos que não te vejo, mas sempre soube de tua capacidade! Mais uma vez, meus parabéns!!!

    Jaime Vieira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s