NO TOCANTINS: Reitor da UFT recebe ligação do MEC solicitando colaboração para a criação de nova instituição federal no norte do Estado

Por: @eduardoazev

O reitor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Márcio da Silveira, divulgou no último domingo, 1º de maio, que recebeu um comunicado do Ministério da Educação (MEC) de que os Câmpus de Araguaína e Tocantinópolis poderão ser transformados em uma nova Universidade Federal. A informação foi postada por ele em seu perfil no facebook.

“Esta é uma decisão governamental e que envolve políticos do Tocantins que estão à frente dessa proposta. Deixei bem claro que para esta criação é necessário que seja repactuado de forma urgente todas as nossas dívidas e despesas correntes”, disse o reitor.

Ele destacou ainda, que está preocupado com o atual contexto político e econômico e também com a situação orçamentária e financeira da UFT. “Se resolvermos essa equação, o Tocantins poderá crescer e superar esses desafios. Vamos aguardar qual o desfecho dessa proposta numa hora delicada que estamos vivendo. A comunidade soube implantar com sabedoria a UFT, e agora vamos ver se conseguiremos também, com sucesso, vencer mais uma batalha que poderá se iniciar”, completou.

Márcio informou ainda que solicitaram sua colaboração no projeto. Entretanto, seu mandato se encerra no próximo mês e a atual vice-reitora e reitora eleita, Isabel Auler, é quem deve encabeçar os debates sobre este assunto.

Confira a postagem do reitor na íntegra:

postagem reitor
Imagem: Reprodução/Facebook

POSICIONAMENTOS

Em sua maioria, os comentários da postagem foram positivos. “Tomara que separe, chega de palmas ficar com tudo”, disse uma internauta.  “Fico feliz em vê o Estado do Tocantins crescendo e se desenvolvendo e mais feliz ainda de saber que será criado mais Universidades Federais e que serão mais oportunidades para a população”, comentou outra. “Estou torcendo pelo Campus de Tocantinopolis, minha terrinha querida merece esse investimento”, destacou mais uma internauta.

Outros chegaram até mesmo a sugerir nomes. “Que venha a Universidade Federal do Araguaia ou Universidade Federal do Bico do Papagaio (essa última eu gosto mais)”, postou um internauta.

Entretanto, também teve quem criticasse a ideia. “Defendo a consolidação e o fortalecimento da UFT! Dividir é retrocesso”, comentou um morador da Capital. Outros solicitaram mais calma ao analisar o processo de instalação de uma nova universidade federal no Estado.

“As coisas precisam ser analisadas com calma. Muita calma. A princípio seria algo para ser comemorado, no entanto, o cenário político e geopolítico aqui do norte para quem trabalha com camponeses, quilombolas e indígenas não é o melhor. Sem dizer que, politicamente, Araguaína tem tendência muito conservadora, para não dizer reacionária e isso reflete na UFT do norte em vários aspectos socioeducacionais. Preocupante. Ou seja, qual será o perfil desta nova instituição?”, disse um professor da UFT.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s